Você conhece a história da sua comunidade? E do seu bairro e escola? Em Caranguejo/Tabaiares, a história comunitária está bem relacionada a do Recife. Uma narrativa de luta, trabalho e resistência. Esse  mês, adolescentes que participam do nosso Observatório Comunitário da Violência tiveram uma tarde de debate sobre o percurso histórico de onde moram e da Escola Estadual Maria Goretti, onde estudam. Uma série de fotos, rostos, nomes e situações foram levantados pelo nosso convidado Silva Jr., liderança comunitária e integrante da Associação de Moradores, e pelos/as próprias/as jovens, que se identificavam imediatamente com as memórias.

História de Caranguejo: a comunidade surge pela necessidade de trabalhadores/as próximos a maré se sustentarem a partir do mangue. Com o tempo, a localidade foi crescendo e se estruturando. Atualmente, as moradoras e os moradores lutam para resistir frente a especulação imobiliária e as várias violências que ocorrem na região. “Conhecer a comunidade é um ato de resistência. Aqui temos vários grupos que se reúnem, biblioteca, Associação, Grupo de Idosas, lugares que frequentamos”, comenta Silva Jr. Nada melhor do que um Observatório construído por jovens para defender sua comunidade e sua história a partir de um olhar atento e crítico sobre o lugar que habitam e que constroem diariamente.